4.5.05

CONEXÃO IRAJÁ

Serei brevíssimo hoje, brevíssimo. Alterando minha rotina - e isso já basta para que eu sue agora como se estivesse terminando uma maratona - estou indo a trabalho para SP. Por isso, já que medos, pânicos, tremores e premonições que me perseguem como a Cuca (acabei de assistir a um VT do Sítio do Picapau Amarelo enquanto corria na esteira na academia, por isso a associação estúpida) me impedem de descer a caneta imaginária no papel também imaginário, quero recomendar expressamente a leitura da Conexão Irajá hoje, com a estréia desse portento, desse sábio, dessa pompa que é o Szegeri a quem pretendo encontrar por lá.

Até.

Nenhum comentário: