31.8.05

CHICO EM PARATY


Eu não sei se alguns de vocês já tiveram a capacidade de amar a alguém sem ao menos conhecê-lo. Vou explicar melhor, até mesmo porque eu acho que sim, acho que isso é razoavelmente comum. Você ouve uma história. Se apaixona pelo personagem central. E não sabe ao menos a cor da pele, dos cabelos, não sabe nada sobre ele a não ser o enredo. E conta a tal história aos outros, e conta, e conta mais, e sua admiração vai crescendo, sabem do que estou falando, né? Pois bem. Vou ser mais claro. Antes, quero dizer que na foto está o Chico. Chico Maracanã. Vamos em frente.

Já contei essa história - a história a que me referi - em Volta Redonda. Em São Paulo. Em Natal. Em Cajaíba. Em Amsterdam. Em Roma. Em Ibitipoca. E vou contar aqui, agora. Mas notem bem que contei muito a história. Muito.

O Estephanio´s promoveu, determinada época, um concurso de litragem. Controlávamos o que cada cliente bebia, atribuíamos pontos ao chope, à capirinha, à cachaça, ao uísque, e no final do mês o campeão ganhava o prêmio: bebia no dia cinco do mês seguinte por conta da casa. Eis que o Chico, o da foto, no último dia do mês, passa pelo Estephanio´s e descobre que está a poucos pontos do primeiro colocado. Entra. Senta. E bebe 32 chopes. Vou escrever por extenso. Trinta e dois chopes. Alcança a liderança e se sagra o campeão do mês. Mal consegue falar pra pedir a conta. Erasmo tenta demovê-lo da idéia de ir pra casa de carro. De certa forma o Erasmo tem êxito, já que o Chico não foi pra casa. Chico está com o diabo no corpo e sai. E cai no Rio Maracanã (vejam que obedeceu ao Erasmo). O carro, capotado, com as rodinhas pra cima. E o Chico abre a janela, vê o carro se transformar num aquário - tem o cuidado de desligar o rádio "pra não dar curto" - e fica de pé à espera de socorro. E chegam os Bombeiros. "Tudo bem, amigo?".

"Tudo ótimo, vermelhão! Me traz um chope, por favor! Sou o campeão do mês, porra!".

E foi resgatado, o Chico, levado ao Estephanio´s de volta, bebeu mais uns por conta da casa, pegou uma camisa emprestada com o Erasmo e voltou a pé pra casa.

Vejam bem. Contei muito essa história. Confirmem, Szegeri, Betinha, Zé Sérgio, Guerreira. Jamais disse o nome do santo pois não me lembrava nunca. E agora dá-me um orgulho absurdo e tijucano de poder dizer "eu conheço o malandro!". Vejam. Eu nunca lhe disse o nome porque sou preciso do início ao fim, e não mentiria num detalhe tão pequeno.

E no ônibus, a caminho de Paraty, chega o Branco com o Chico ao lado e me apresenta o cara. Caí em prantos (já estava na décima nona latinha, é verdade). Pedi autógrafo, pedi pra tirar foto, um vexame. Mas eu estava diante do mito.

E o sujeito é, é mesmo, uma piada bípede. Praia no sábado. Marquinhos tira a camisa e fica ali, com aquele shortão gigantesco, aquela pela alva que jamais viu sol. E grita o Chico: "Puta merda, Marquinhos... lindo esse teu bronzeado-palmito!". Até a dona da barraca de cerveja guinchou do balcão. Noutro lance de gênio - vou omitir seu nome - uma menina se queixa, na praia, de que seus pés são feios. Chico vem de quatro, engatinhando, do outro lado da mesa com guardanapos na mão. Estaca diante da moça e passa a limpar seus pés, cheios de areia, com os guardanapos diante dos olhares incrédulos. Limpos, os pés, Chico os enterrou na boca, até quase a altura do tornozelo e depois disse: "Lindos. Seus pés são lindos. E deliciosos.". E foi ao mar, de quatro, pra de lá gritar: "Foi mal aí... precisei entrar na água fria pra não ficar com vergonha diante de vocês...", e disse isso coçando, acintosamente, o saco.

Um gênio da raça.

Até.

PS: quero erguer, do Buteco, o copo imaginário, pra agradecer à assistência, que fez com que estejamos, já, com mais de 15.000 visitas, como muito bem lembrado pelo Zé Sérgio, um louco, seguramente, uma espécie de, vamos dizer assim por enquanto, corretor de imóveis.

Posted by Picasa

27 comentários:

Zé Sergio disse...

Nhô Dudu, embora citado, num me lembro de ter ouvido antes a histora do Xico, mas suncê deve de ter sido priciso do comesso ao fim.

Grande história. A melhor parte foi ter feito o bombeiro de garçom. Gênio!

PS - Minha caixa postal anda entupida de pornografia, a maioria enviada por meu amigo Lauro, de quem já te falei, aquele que só bebe Brahma... Pois é. Acaba de me chamar a atenção que a origem dos videos de putaria é sempre a mesma. Eles são enviados ao Lauro por um amigo chamado Munir, que recebe de outro sei lá o quê. O primeiro da ponta, o remetente original, é um cara chamado André Menezes. Será que o Dedeco, inebriado pela fama, contratou alguém para filmar seus deliveries?

Fumaça disse...

Edu, parabéns pela marca! O Buteco está irresistível. Um barato participar como personagem. Beijos!

Flávio disse...

Seria uma atitude típica do André, essa criatura decaída, filmar suas vítimas indefesas.

ana carolina disse...

É Edu, o Buteco não está irrestível. Ele é irresistível. Como o Branco. E pela foto o Chico também é. Quem foi a sortuda dos pés? :-)

Roberto Romualdo disse...

Edu, que figuraça esse Chico! Olha, se não fossem as fotos eu poderia jurar que tudo era fruto da sua imaginação fértil. Como parece que as pessoas existem mesmo, sua vida deve ser divertidíssima. E eu também acho o Buteco irresistível. Tô todo os dias aqui atrás de novidades e de boas gargalhadas. Parabéns pelos mais de 15 mil.

Betinha disse...

Grande sacação, Zé!

Betinha disse...

"Vítimas indefesas" o cacete! O Buteco com 15 mil visitas, só não sabe do Dedeco quem não quer!

Pat disse...

Edu,
Essa do Chico Maracanã pedir um chopp ao "vermelhão" é de morrer de rir, insuperável!
Acho que nem o Dedeco conseguirá superar!
Parabéns pelo Buteco, continue nos dando esta alegria diariamente!

Fabio Machado disse...

"Vermelhão" foi D+ !!!!! Impagável. Se você é mesmo preciso do início ao fim quero que você dê meus parabéns ao Chico!

Lu Guerreira disse...

É tudo verdade. Mais uma vez o Edu foi preciso do início ao fim...
Beijo querido.

cesar nascimento disse...

Edu, você está se superando. Um quadro após o outro. Fenomenal. Descrições detalhadas, perfeitas, o clima inteiro passado para quem o lê. Não pare nunca. Estou, como alguém já disse aqui, viciado no Buteco. Ainda bem que é virtual. Caso contrário eu viveria bêbado.

Rodrigo disse...

Mais um figura pro Buteco e esse é bastante precavido. Desligar o som do carro, de rodas pro alto, dentro do rio Maracanã é demais. Uma pergunta: O Maracanã do Chico é por causa deste causo? Parabéns Doc pelas quinzemil! Ergo daqui aquela garrafinha, vazia é claro! Abs,

Zé Sergio disse...

Realmente, outro grande momento, além de pedir chope ao bombeiro, foi desligar o som do carro, de cabeça pra baixo, para não morrer eletrocutado. Só um biriteiro de responsa é capaz de pensar nisso, numa hora dessas.

cesar nascimento disse...

Então, estão vendo? Grande momento esse como quase todos! Esse Edu é um pintor e um primor! Agora Edu, explica aí esse negócio de Zé Sérgio corretor de imóveis. Ele está vendendo seu domínio, não né? O Buteco do Edu é nosso pô!

Zé Sergio disse...

Caros amigos do Buteco do Edu: há tempos vínhamos, eu e o senhor Eduardo Goldenberg, procurando uma fórmula de saldar compromissos de forma amigável. No entanto, diante do montante alto da dívida, não restou outra solução senão a de passar adiante esse domínio, que vem demonstrando alta lucratividade e resultados acima dos esperados. A partir de segunda-feira próxima, o Buteco passará a ter nova gerência e contamos com as visitas de vocês. O Buteco será totalmente remodelado, vai ficar um primor, e terá duas ilhas de edição - o Balcão Jobi e o Balcão Bracarense. O Edu, infelizmente, ainda não aceitou a nossa oferta de prosseguir, mas creio que em breve chegaremos a bom termo. Um feliz Primeiro de Abril para todos.

sergio teixeira disse...

Pedir chope pro bombeiro e desligar o rádio do carro!!!!! :-) :-) :-) Hilário.

leonardo mazzei disse...

Está aí um cara pra fazer frente ao Dedeco como personagem. Grande Chico.

aloysio disse...

ALGUÉM AÍ CONHECE ALGUÉM NO JORNAL O DIA, NO JB, NO GLOBO, SEI LÁ?! EU JÁ MANDEI EMAIL PRA ESSAS REDAÇÕES. EXIGINDO O EDU COM COLUNA DIÁRIA. É BOM DEMAIS PRA FICAR RESTRITO A UM BLOG MESMO QUE RENOVADO COMO DISSE O CORRETOR DE IMÓVEIS, RÁ RÁ! EDU, VOCÊ ESTÁ DE PARABÉNS, MEU CARO. UM ARSENAL DE BOAS HISTÓRIAS, UMA MELHOR QUE A OUTRA, E O QUE É MELHOR AINDA, DIARIAMENTE.

Anônimo disse...

Tô passando mal de rir com as estórias do Chico. As de Paraty, tô sabendo agora, mas a do Rio Maracanã, já conhecia bem, afinal sou vizinho dele e o conheço há mais de 20 anos (e sei o potencial do garoto). Mas nunca me canso de rir dessa estória, ainda mais assim, bem contada. Não sabia do "detalhe" de pedir chopp pros bombeiros, mas o resto é a pura verdade. Gostaria de contribuir com meu depoimento:

Estava eu voltando pra casa numa terça-feira, lá pelas 19:00h, quando encontro o "Sandro Maresia", também conhecido como "Sandro Maluco" (outra LENDA, mais isso é outra estória), que me diz:

- Tá sabendo do Chico ?

Eu respondi:

- Não, por quê ? O que aconteceu DESSA VEZ ?

- Caiu dentro do rio Maracanã !

- Que isso ? Como ? Quando ?

- Caiu de carro, voltando do Estephanio's, ontem.

Eu, que já sabia do concurso de bebedeira, logo falei:

- Porra, devia estar doidaralho ! Ele se machucou ? Tá no hospital ?

- Não, não se machucou. Tá em casa.

- Beleza, vou ligar pra ele.

Liguei, então, para o indivíduo em questão:

- Fala, Chico ! Como é que tu tá ? Que estória é essa de cair dentro do Rio Maracanã ?

- Dormi no volante, voltado do Estephanio's !

Aí papo vai, papo vem, vi que ele estava bem, etc, e já conhecendo a figura, resolvi sondar.Conversando com uma "testemunha", soube que ele tinha bebido uns 30 chopps (ainda arredondaram !).

Moral da estória: o meliante bebe 32 chopps e cai no rio Maracanã porque "dormiu no volante".

Um abraço

Marcelo Foca

PS: tem mais um detalhe: depois de desligar o rádio, ainda deu tempo de pegar a mochila do futebol que estava indo embora boiando ...

Anônimo disse...

E ele teve que ligar para a menina que estava com ele para saber se ela estava afogada no rio ou sã e salva em casa. Felizmente estava em casa.

Anônimo disse...

Estou entrando aqui pela primeira vez pois recebi um link de um amigo ... quando abri e vi a foto do Chico pensei "qual foi a merda que ele fez desta vez?" Mas essa história já conhecia e confesso que minha primeira reação como amigo foi a de ficar muito preocupado, mas conforme os fatos foram acontecendo, cai na gargalhada.
Conheço o Chico e posso garantir que ele está entre as 3 pessoas mais engraçadas que eu conheço, com grandes possibilidades de ser o primeiro colocado. Ele é um figuraça e gente boa pra kct. Tive a honra de tê-lo presente numa comemoração de aniversário e isso mostra o quanto ele é amigo, desde que se tenha alcool para beber.
Um conselho ... não perca de vista pois o Chico é garantia de gargalhadas.
Abraços
Fabio Covas

renato machado disse...

Eduardo: receba meus sinceros cumprimentos por esse show de humor. Saiba você que as situações engraçadas, bem humoradas, estão sempre aí diante de nós. Ter alguém para contá-las com talento, com precisão, isso é mais difícil. Diante desse mundo de opções que a internet nos proporciona, quero que você saiba que o seu Buteco é, na minha modesta opinião, uma das melhores coisas que já encontrei. Li o seu blog inteiro. E ri muito. Muito mesmo. Parabéns. Excelente entretenimento. Um grande talento você é.

margarida maria disse...

Eduardo, parabéns pela marca de mais de 15 mil visitantes que devem também parabéns a você por esse cantinho tão gostoso que é seu Buteco onde nos sentimos, pelo menos eu me sinto, em casa. E o Chico, que bom personagem! E lindinho.

Seu Pai disse...

Du , estás de bola cheia , hem ?? parabens !! bjs.......eu !!

Zé Sergio disse...

Brincadeira, hein? Ontem o site comemorou 15 mil visitas. Só hoje foram mais 180. Parabéns ao proprietário do estabelecimento!

clabee disse...

Tá bom! Confesso... Eu tambem estou viciada no Buteco.
Desde que li, na faculdade, por acaso o post sobre METROSSEXUAL e me deleitei ao ver as divagações do que seria esse novo fenômeno, não perco um a só estória "precisa do começo ao fim"...
Parabens ao Edu pelo talento, pela criatividade e sobretudo pela notória resistência hepática que demonstra ter.
Como diz a crítica novaiorquina: delírio visual!

Flávio disse...

Bola cheia é pouco, daqui a algum tempo vou ter que agendar chopp com Vossa Excelência