22.9.05

DA SÉRIE A TIJUCA É A TIJUCA III


(continuação)

Vanda Lúcia de pé, as duas mãos postas sobre a mesa, quase que nariz com nariz:

"Aloysio, eu tô falando contigo... Tu encontrou mulher hoje, Aloysio?"

"Se eu contar ninguém acredita... Ensopado de frango... é inacreditável..."

Vanda Lúcia dá um soco na mesa mas é interrompida pela campainha.

"Deixa que eu vou, Vanda Lúcia, não vou comer mesmo..."

E Vanda Lúcia senta-se bufando e se serve. Uma colher de arroz, uma de farofa, duas coxas de frango, uma batata corada e rega o arroz com o molho do ensopado.

Aloysio volta à sala. Abrira a porta da cozinha.

"Vanda Lúcia, é aquela vizinha aqui de baixo, dona Bizantinha, eu acho. Quer falar contigo."

Vanda Lúcia engasga de susto e cospe a primeira garfada. Arroz e farofa sobre a mesa.

"Diz que eu tô jantando."

"Já disse. Ela falou que é rapidinho."

Vanda Lúcia bufa.

E vai à porta.

"Pois não."

"Boa noite, Vanda...", o sorriso cínico, a voz cínica, o olhar cínico.

Aloysio está de pé, ao lado de Vanda Lúcia, com um palito de fósforo no canto da boca, a sola do pé esquerdo na parte externa do joelho direito, em posição de flamingo.

"Pois não, dona Bizantina.", sem sorriso, a voz grave, o olhar fulminante.

"Trouxe uns quindins pra vocês... fresquinhos... fiz hoje à tarde... como eu sei que seu marido adora quindim..."

Aloysio, ainda mascando o palito de fósforo:

"Pô, aí... valeu dona Bizantinha..."

"Bizantina", a vizinha o corrigiu. "Não vai pegar os quindins, Vanda?"

"Ah! Sim. Obrigado. E passar bem, dona Bizantina... estávamos jantando...."

"Desculpe, querida... eu não queria atrapalhar..."

Bate-se a porta.

Vanda Lúcia arremessa o tabuleiro com 10 quindins sobre a pia.

Aloysio volta à mesa. Serve-se de arroz e farofa apenas.

Vanda Lúcia à sua frente, volta a comer e de boca cheia, mastigando de boca aberta:

"Aloysio... (engasga e tosse)... como é que essa vaca sabe que tu gosta de quindim?"

"Vê o que tu faz comigo, Vanda Lúcia... eu morrendo de fome tendo que comer arroz com farofa... pelo menos tem quindim de sobremesa..."

"Aloyisio... eu te fiz outra pergunta...", o "outra" ela disse gritando.

"Quem não gosta de quindim, Vanda Lúcia?"

"Eu odeio quindim, Alô!"

"E eu odeio ensopado de frango..."

"Como essa vaca sabe que tu gosta dessa merda, Aloysio?"

"Vanda Lúcia, tem cerveja na geladeira?"

"Perdi a fome!", e levanta-se a Vanda Lúcia. Num ímpeto de gentileza leva uma garrafa de cerveja à mesa, já aberta, e vai à janela fumar.

Lá está Bizantina. Comendo um quindim. E olhando pra cima.

(continua amanhã)

Posted by Picasa

8 comentários:

Zé Sergio disse...

O Buteco agora tem o Núcleo das 10 (da manhã), é mole? Porra, estou mijando de rir. Termina logo essa merda que está ficando ótima!!!

Flávio disse...

Tá bom mesmo, tudo tem a cara do tijucano, como o Leite de Rosas, o quindim e esse nome impagável da vizinha, que coisa mais rodriguiana uma vizinha chamada Bizantina. Deixa de suspense e termina logo!

Roberto Romualdo disse...

(PASSANDO MAL DE RIR)

Edu os diálogos de marido e mulher estão DEMAIS, quáquáquáquá!

E esse quindim que será comido pelo homem cheirando a Leite de Rosas tá me fazendo passar mais mal de rir ainda...

TIJUCA-CA-CA-CA-CA...

aloysio disse...

Edu, só UM TIJUCANO BUFA! Muito bom.

Pat Moreira disse...

Edu,

"Palito de fósforo no canto da boca" foi hilário!

Esta cena eu vi semana passada, pois, onde moro, existem 4 aptos por andar, então, ao chegar no meu andar, o meu vizinho de lado estava parado na porta dele conversando com a vizinha do aptoº de frente e com o tal fósforo na boca e a esposa berrando da cozinha para ele entrar! Como ele tem fama de beberrão, na hora, só consegui murmurar um "boa noite" e entrei voando para o meu refúgio!

Ao fechar a porta, com as chaves ainda na mão, pensei com meus botões e comentei com a minha gatinha, que nesta altura já havia pulado do sofá para se esfregar em minhas pernas: "Que coisa nojenta aquele palito de fósforo... Que falta de educação conversar com o palito na boca"

Acho que esta cena não é coisa de tijucano e sim de vizinho beberrão, afinal, quem não tem um vizinho deste, só pode morar no mato ou é o próprio beberrão!

Parabéns! Este "núcleo das 10 da manhã", como disse o Zé Sérgio é digno de "vale a pena ver de novo"! Só quero vem como se sairá o mocinho ou será vilão? rs

cesar nascimento disse...

E tome pincel na tela. Isso rende uma minissérie tipo "A Grande Família" ou algo do gênero. Grande Edu. Essa "novela" termina amanhã ou prossegue? Vamos ter que esperar o final de semana? TCHAN...

Dominici disse...

Vim parar aqui graças a um link na página Café Zurrapa e me diverti. Li quase tudo, ufa! 10 pros textos, 10 pra essa novela, folhetim, não sei :-), com esse casal engraçadíssimo. Eduardo, meus parabéns, estou indicando seu blog para minha mail list já que temos esse hábito de ir indicando as novidades da internet nessa área. Abraços, Dominici

Betinha disse...

Puta, eu ADOOORO quindim! Esta foto é uma tortura!!!! Diga de onde são estes quindins, vai...
Beijos!