9.2.06

FEIJOADA, A RECEITA

ESTA RECEITA AGORA PODE SER LIDA AQUI.

20 comentários:

Margarida Maria disse...

O feijão não tem que ficar de molho na véspera, Edu?

Miguel disse...

Se você quiser, eu peço pra Ju colocar a receita do arroz.

Abs

Patricia Moreira disse...

Edu,
Já imprimi e com certeza irei, um dia, arriscar-me a fazer!
Valeu!

Lucia disse...

Ave Maria!!
estou salivando aqui!!

tentarei no proxímo final de semana!
depois conto o resultado!

:)

Eduardo Goldenberg disse...

MARGARIDA: não, eu não ponho o feijão de molho de véspera. Mais de 50 feijoadas nas costas e a experiência me ensinou que no dia, pouco tempo antes, é o ideal.

MIGUEL: para o bem de todos e felicidade geral da nação, não. Por favor.

PATRICIA e LUCIA: quando fizerem a receita, mandem notícia.

Pedro disse...

Poxa, Meu GRANDE MESTRE... lhe dou os parabéns. É bom saber ainda existe gente como voce.
Já pensou ter que comer todos os dias a comida feita pela muié !?!?!?!?!?
Valeu Amigo, vivo no extrangeiro e... é dificil encontrar todos os ingredientes que voce menciona... mas eu dou um jeito. Tá bacana de ++++++. Näo se perdam a receita da rabada. Jóia.
Abrazäo.
Pedro-Hamburg

Aide disse...

Oi rapaz,
Descobri seu blog procurando 'butecos.Tá ficando cada dia mais difícil encontrá-los, uma pena!Sou moradora do Flamengo há mais de 30 anos e imagina só...nunca bebi na Praça São Salvador...que loucura!
O fato é que no meio do dia, durante o expediente, perdi a noção do tempo "fuxicando" seu blog SHOW DE BOLA.
Lendo a receita da feijoada, com uma vontade absurda de estar na minha cozinha preparando uma exatamente como você sugere, cai na gargalhada qdo vi no relógio do computador que já passava das 19h e todos na empresa já tinham ido embora...parece que gostei mesmo de acompanhar suas aventuras...rs*
Muito legal mesmo, PARABÉNS!
Serei sua mais nova leitora fiel.
Só me conta uma coisa, a tal Adega da Praça foi mesmo vendida?
Super abraço!

Eduardo Goldenberg disse...

Obrigado, Aide! Seja bem chegada, um forte abraço.

Vitor Mauricio disse...

Olá Edu!
Vc não me conhece, mas, se não me engano, conheço seu irmão, o Cristiano. Trabalhamos juntos na Arthur Andersen do Rio. Enfim, moro em Porto Rico já há algum tempo e estava buscando inspiração para uma receita de um caldinho de fejão/feijoada para receber uns amigos aqui na minha casa num esquema brazuca, feijuca, caipirinha, etc. Esbarrei com esse seu blog e comecei a me divertir com algumas entrevistas e histórias...em minha próxima ida ao Rio, vou comprar seu livro.

Valeu pela inspirada receita e um abraço pta ti e pro Cristiano (pra nós ex Arthur Andersen, o Golden!).

Vitor Maurício Xavier

Eduardo Goldenberg disse...

Na mosca, Vitor! Muito obrigado por suas palavras, já encaminhei seu comentário pro meu irmão. Espero que você faça sucesso com a feijoada! Um forte abraço.

Vitor Mauricio disse...

Pô...fico feliz de ter acertado...engraçado...lembro de vc das histórias do bar da Tijuca (quase na esquina da casa da minha tia) que eu nunca consegui ir...coisas da vida...um dia a gente se esbarra...cara, manda um abração pro Golden! Cara bacana! Soube que ele voltou da França pro Rio...

Só pra que saibas...já foi sucesso total (foi ontem)...claro, tive que adaptar umas coisinhas, pois aqui não se acha tudo...nem mesmo o bom e Velho Barreiro...então, meti um golão de um rum puertorriqueño, mas valeu! hehehehe

Cara, tive que prometer uma nova rodada pro meu aniversário (em duas semanas), com direito a aula...então, já viu, haja papo e caipirinha (no meu caso aqui, caipiroska ou caipiríssima)!

Porra, tô assistindo a um DVD do João Bosco e lendo a entrevista dele no blog...figura!

Abraço!
VMX

Karla Lara disse...

Oi Edu
Estava procurando receita de feijoada e fiquei fascinada ao achar a sua!
Pior é que agora é horário de almoço e ainda não comi, ou seja, tô babando...
Já copiei e vou fazê-la nesse fds p/ alguns amigos, espero muito que dê certo, que chegue ao menos aos pés da sua! rs
Só fiquei na dúvida da quantidade, rende mais ou menos qt?
Vão ser só 05 pessoas em casa.
Um beijão, até mais

Eduardo Goldenberg disse...

Karla: essa receita é para mais ou menos 20 pessoas. Espero que dê tudo certo. Depois me conte! Seja bem chegada, um abraço.

suzicontabilidade disse...

gostei vou fazer dia 22/08/2009 no aniversario da minha filha 18 anos
que Deus te abençoe. AMEM.
Obrigada.

luciana disse...

Adorei o modo como descreve o "fazer" da feijoada. Quase um ritual sagrado. Lindo!

bjs

esther disse...

Nossa, fico aqui morrendo de inveja disso tudo, falando do Rio e dessa feijoada maravilhosa, moro em Curitiba e o nosso clima tem tudo para comer feijoada, tomar caldinho de feijão em boteco, mas o calor do Rio é demais!!!! Parabéns pela receita. Abraços

Rogério disse...

Eduardo, nem te conheço, mas se te conhecesse seria teu amigo, daqueles fraternos.

PQP, sou cozinheiro desde minha infância, graças ao meu velho e saudoso pai. Crescí vendo-o cozinhar feijoadas, rabadas, buchadas, enfim só comidinhas diets...rsrsrs. A tua receita parece uma oração. Vou fazê-la no rancho de um amigo amanhã. O que mais gostei é que não tem estas frescuras, de vespera e ante-vespera.
Quem cozinha, cozinha na hora em que dá e no lugar em que for possível.
Abraços a todos e viva a culinária nacional.
Rogério Danilaitis

Cynthia disse...

Oi Edu! Nem sei como vim parar no seu blog, mas gostei muito.

Fiquei com uma dúvida na receita da feijoada, quando você manda que se apague o fogo e tampe o caldeirão por meia hora para retirar a gordura. Você fala que é preciso um certo feeling para saber a hora de fazer isso. Como nunca fiz feijoada, não faço idéia de que em que momento fazer isso e o que devo observar. Você não tem nenhuma dica para me dar?

Vou fazer essa feijoada na primeira oportunidade que tiver.

Giselle Botelho disse...

Obrigada pelas dicas! Vou fazer em grande estilo no meu aniversário ao estilo buteco mesmo, que tanto amo e anda tão em falta! Mas, vou ouvir também os velhos sambas da Portela enquanto cozinho! Rs!

Larissa Vassan disse...

Meu Deuuuuus... estou facinada!
Minha vida nunca mais será a mesma...
É impossível eu conseguir fazer a feijoada sem o pano no ombro agora!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Adorei querido...
Vou fazer já! Com cada indicação sua... Mas o mais gostoso é justamente a pitada da sua alma que vc coloca na feijoada. Vou colocar uma pitada na minha...
Farei ouvindo Martinho da Vila e alguns detalhezinhos sutís diferentes rs

Beijos! Foi um prazer conhecê-lo.