17.7.06

MSG SEMI-CIFRADA

Eu vi a mulher preparando outra pessoa, o tempo parou preu olhar para aquela barriga.

Quando eu me toquei do tempo despendido com os olhos fixados ali, eu chorei.

15 de julho de 2006

E só mesmo os ombros do meu irmão para me servir de amparo.

E só mesmo o estado interessante da minha irmã para me derrubar durante uma feijoada.

Ó.

Amo vocês.

3 comentários:

juliana amaral disse...

Como já disse pro Szegeri, Stê é pessoa de quem gosto mais a cada dia. E está linda linda, parece ter nos olhos o mundo inteiro, olhos de mãe, olhos que crescem e iluminam, esperando o tempo. Não esse nosso; o tempo de gestar é outro, paralelo, quem viveu sabe que não tem a mesma cor ou a mesma duração, tem um caminhar próprio, que a gente sente do lado de dentro dos olhos e da barriga. Não dá pra explicar. Mas dá pra ver nos olhos, olhos da Stê. Parabéns pros meus amados Stê e Fernando, vocês merecem tanta felicidade. E que bom, Edu, que tem gente como você nesse mundo.

Luli disse...

"A cobra
Não morde uma mulher gestante
Porque respeita
o seu estado interessante!"

Muito bonito texto.

Cheguei através do Pentimento, do Moutinho.

Curti.

E vou voltar!

BEIJÃO!

Fó disse...

Manteiga derretida que sou, choro aqui mais uma vez lendo esse singelo texto pra doce Stê, como sempre diz o Edu. Choro também por tudo que é relacionado aos meus amados sobrinhos, como esse pimpolho dentro dessa barriguinha aí da foto.
Doce Stê, de quem também gosto cada dia mais (assim como disse a Juliana no seu belo comentário) ao ver seus olhos mais os do Fê brilharem de felicidade na espera desse docinho que ela logo, logo nos dará de presente!

Beijo grande.