3.10.07

O MODUS OPERANDI DO VEREADOR

Escrevi, em 26 de setembro de 2007, o texto A PODRIDÃO DE UM JORNAL, tecendo comentários sobre uma vistoria covarde (que o jornaleco chamou de blitz) feita em alguns butecos vagabundos da cidade, aos quais eu não resisto, comandada por um vereador que atende pelo nome de Carlos Eduardo (sem o imerecido negrito) mas que se anuncia, pernóstico, como Doutor Carlos Eduardo. Ouvi dizer que é médico, deve ser a razão para o título incorporado ao seu nome, digamos, artístico.

Atendendo sugestões do meu mano Szegeri, feitas através dos comentários do referido texto (por escrito, é claro, que o homem da barba amazônica não me dirige a palavra há coisa de mais de mês...), vejam aqui, mandei um, dois, três emails para o Carlos Eduardo, para o endereço dr.carloseduardo@camara.rj.gov.br (disponibilizado na página da Câmara Municipal, vejam a patética fotografia do vereador com um estetoscópio pendurado no pescoço, aqui) todos com o mesmo teor:

"Vereador Carlos Eduardo (segue com cópia para o jornal O GLOBO):

Na condição de carioca, tendo em vista a publicidade que o jornal O GLOBO deu à operação (blitz, como chamou a matéria assinada por Selma Schmidt) que vistoriou oito butecos na cidade, gostaria de saber:

01) a tal blitz não deveria ter sido feita de surpresa?

02) se foi feita de surpresa, como é que o jornal O GLOBO acompanhou a operação?

03) toda a imprensa foi avisada?

04) se toda imprensa foi avisada, o foi por quê?

05) a blitz foi feita para fiscalizar ou apenas para dar publicidade a quem dela participou?

06) apenas o jornal O GLOBO foi avisado?

07) se foi avisado apenas para o jornal O GLOBO, qual o motivo do privilégio da informação?

Atenciosamente,

Eduardo Goldenberg"



É EVIDENTE que não tive resposta.

Esses caras - e é sempre bom lembrar que o povo chama a casa dos vereadores de Gaiola de Ouro - estão acostumados a responder apenas aos pedidos de assistencialismo, numa forma canalha, sórdida e covarde de manter os cabresteiros sob seu controle.

Prestar contas, isso não faz parte do vocabulário deles.

Até.

Um comentário:

caíque disse...

hahahahahaha! bicho, e a carinha do "doutor" de estetoscópio no pescoço? putz! tem uns caras que não tem MESMO, senso de ridículo....
caíque