11.7.08

BIFE À PARMIGIANA, A RECEITA

ESTA RECEITA AGORA PODE SER LIDA AQUI.

21 comentários:

Luana Orlandi disse...

Edu, bom ver seu blog de volta! Um abração, e quero as fotos do filé, já estou com água na boca!!!

Luana

Eduardo Goldenberg disse...

Ô, Luana: obrigadíssimo pelo comentário e pela alegria manifesta por ver esse troço de novo de portas levantadas! Mas... uma das novas ordens, depois da reforma que se fez imperiosa, não permite mais fotografias expostas no balcão do BUTECO. Ao menos até segunda ordem. Grande beijo.

Rodrigo disse...

Edu, tenho que colocar em prática meus dotes culinários , já que aprendi muitas receitas por aqui.

Devo confessar que graças às suas receitas eu tenho ido até a cozinha preparar algo para comer, e estou curtindo fazer isso.

Abraço

Eduardo Goldenberg disse...

Ótimo, Rodrigo! Se você de fato tem curtido ir à cozinha, rapaz, a tendência com o tempo é o troço virar uma cachaça. Em frente. E dê notícias do que sai do seu fogão! Forte abraço.

Cesar Tartaglia disse...

Pô, Edu. Você passa essa receita logo agora que estou proibido - até segunda ordem do médico - de beber? Será que se eu nao usar o uísque a receita dá certo do mesmo jeito? Bem, vou experimentar e depois te digo. Abração, mano. E vamos conversar, né?

Eduardo Goldenberg disse...

Cesinha: sem o uísque? Dar certo, vai dar... Mas vai ser muuuuuito pior fazer os bifes! Vamos conversar, querido. Ligue-me. E combinemos. Forte abraço.

Szegeri disse...

Daria meio braço pra saber por que diabos o bife é à parmegiana e o queijo é parmigiano... Ô, frescura!

Eduardo Goldenberg disse...

Querido... pergunta pra nossa irmã que mora lá, pô! Mas me parece óbvio. O queijo é parmiggiano mas é à moda parmiggiana... Não faz sentido pra você? Discordamos sobre o brioche, sobre o presunto, sobre tudo. Tsc. Beijo.

Andrea disse...

Bendita Betinha! Acho que lendo a receita me deu mais água na boca ainda. Como me aproximo dos 70kg para 1 metro e meio de altura vou continuar com o meu franguinho grelhado com caipirinha de tangerina, mas filho e sobrinho agradecem e mandam um abraço. Salvastes o almoço deles. Abraço e bom sábado.

Eduardo Goldenberg disse...

Andrea: depois me conte como ficou! Bom almoço!

Anônimo disse...

opa, bom ver que o buteco está de porta aberta novamente. A receita realmente é de dar água na boca, vou tentar fazer aqui.
Gustavo.

pratinha disse...

Oba!!
Até eu vou tentar fazer esse prato!!!
To sem uisque, mas vou fazer com as barrigudinhas de Therezopolis que deve dar certo tambem

Beijo

Eduardo Goldenberg disse...

Gustavo e Prata: façam e depois contem, por aqui, como ficou. Abraço.

Anônimo disse...

Edu,

Impressionante! Tenho certeza que é tão bom, ou MELHOR, do que o da minha Avó.

Parabéns, Querido!

Forte abraço,

Daniel A.

Eduardo Goldenberg disse...

Daniel A.: como diz um irmão meu... seu comentário é uma tremenda mentira... mas é bonito! Forte abraço.

Betinha disse...

Farei assim que encontrar farinha de rosca nesta terra... As receitas sao realmente espetaculares, de dar agua na boca de qualquer um.
Obrigada, Edu.
Beijos e saudacoes rubro-negras!!!!

Szegeri disse...

Querido, não há um oceano a separar-te dos nossos queridíssimos Xerife e Betinha...

Cris disse...

Suas receitas são épicas Edu!!

Anônimo disse...

ÓÓÓÓÓ Betinha, não sei quem tu és, mais uma coisa posso dizer... Ou melhor DUAS. Onde tem mais de 3 brasileiros morando seja onde for no mundo, tem de haver um mercadinho com produtos brasileiros. Isto é mais certo do que 2 + 2 é 4. Mas por azar seu, a farinha de rosca estiver em falta ou não conseguir achar o tal merrcadinho, é facil... Torradinhas!!!!! estas que se compra em qualquer supermercado. Leve umas 10 a 15 torradinhas no liquidificador, vai de leve... depois passe o "pó" em uma peneira e já esta! Facil não!!

msafreire disse...

Assombrei-me com o jeito de preparo deste filé. Soberba delicadeza! Assim que meu colesterol voltar a nívesi razoáveis e os netos estiverem por perto, com certeza será prato principal. Um tiquinho de Reggiano nem precisa pedir licença a colestenada. Delícia que deve ficar.

msafreire disse...

Betinha não espere encotrar a farinha de rosca, faça você mesma, muito mais confiável. Qualquer sobre de pão, com ou sem torrar, mas desde que ele esteja duro, triture pulsando no liquidificador em pequenas porções. Vá juntando e até obter a quantidade de sua preferência. Guarde o que sobrar (antes de pasar pelo ovo, claro) em saquinhos no freezer e use quando quiser. Ou, se estiver fazendo uma receita que requeira um pouco de f.rosca, experiemente triturar toirradas ou pão duro com as mãos. Ótimo exercício para aliviar estresse....