24.8.09

O ARTISTA E A CRÍTICA

O artista plástico Daniel Toledo (é como a ele se refere a imprensa), que mantém um blog expondo suas obras e seus feitos, o mesmo que cometeu um crime contra a memória de Getúlio Vargas (como lhes contei aqui), retirou - de forma a demonstrar ser visivelmente incapaz de aceitar críticas engrossando a lista dos que são contrários à liberdade de de expressão - os comentários feitos por diversas pessoas que criticavam, de forma veemente, a "instalação" ou "interdição" (assim a imprensa referiu-se ao atentado à memória de Getúlio) de sua autoria. Vejam vocês mesmos, aqui, que não há mais registro de qualquer comentário e nem mesmo a possibilidade de fazê-lo mais. Nós, do BUTECO, antevendo o gesto covarde, publicamos pelo menos oito comentários, aqui (e quando pude lê-los, pela última vez, já eram doze!). Ou seja, o público não pode fazer suas interferências por lá. Tsc. Parabéns, Daniel Toledo. Essa é a sua arte.

Até.

18 comentários:

Diego Moreira disse...

Edu, recebi por email todos os comentários feitos depois do meu pois assinalei a quela janela que envia emails de acompanhamento. Faço questão de enviar-lhe os comentários que você não pôde capturar.

Estou de saída agora para o batente. Se puder, eu mando hoje à noite, depois das 23h. Caso contrário envio amanhã pela manhã.

Não passarão!

Eduardo Goldenberg disse...

Maravilha, Diego: e assim joga nosso exército! Organização absoluta nas ações! Forte abraço!

Claudio Renato disse...

Como é que alguém pode achar que é possível se ter inveja daquele bagulho?

Só uma cabeça muito alienada!!!

Agora, uma coisa é a interdição que esse menino fez. É de um ridículo de doer. Uma falta de senso!

Outra coisa é: Getúlio Vargas realmente merecia algo melhor no Rio, porque aquele busto é muito feio, muito desproporcional. Mas isso é outra história, muito diferente!

Anônimo disse...

Edu,

Acompanho sua mobilização, gostei.

Contundo, queria comentar uma menção sua aos Tribuneiros em um post antigo.

Esse site, Tribuneiros é um lixo. Os textos publicados pelo C.A. são fascistas. Pouco importa o que ele sabe ou não de arte, ele sabe menos ainda de política.

Enfim, acho que você pode estar associando o seu nome com as pessoas erradas, ainda mais depois de entrevistar o grande João Bosco!!

Abraços,

Orfeu

Eduardo Goldenberg disse...

Claudio Renato: também não gosto do busto, mas a questão é exatamente esta a que você se refere: o que esse menino fez é um lixo e como lixo deve ser tratado. Abraço!

Orfeu, provocador: bem que você poderia ter se identificado, não me obrigando, assim, a buscar informações sobre você na grande rede. TRIBUNEIROS não é um lixo, embora guarde imensas divergências com minha forma de pensar. Fascismo é outra coisa, e essa discussão não cabe aqui. No mais, eu não costumo associar meu nome com pessoas erradas. Tenho uma relação fraterna com o Andreazza e não serão as divergências políticas as responsáveis por nosso afastamento pessoal. Nem seu conselho, franca e sinceramente. Aquele abraço!

Carlos Andreazza disse...

Orfeu, seu covarde,

Botei você e a tua canalha de frouxos pra correr lá dos Tribuneiros; e com as palavras, com as idéias [as políticas], essas que você chama de fascistas sem ter, porém, meios de argumentar contra. E te dei, é bom registrar, todo o espaço, democraticamente como sempre faço, para escrever o que quisesse, sem qualquer censura - prática incondicional dos Tribuneiros.

Para quê?

Você pode discordar de mim, achar-me um fascista, mas terá de discutir, argumentar, mostrar conhecimento e um texto legível para se criar na minha casa. Indigência intelectual comigo não tem vez... Como já estou acostumado, você, começando empolgado e chamando os amiguinhos para aderir, logo desistiu - como desistiram todos os anônimos cafajestes [não mais que três] que o acompanharam.

(Curioso: o site que você chama de lixo - tenho o rastro do teu IP, porque saco num instante um escroque - continua recebendo tuas visitas diárias, daí porque especulo se você e os teus "provocadores" não gostam mesmo é de apanhar; gostam, sim, no lombo; quanto mais, melhor)!

E eis que me dou contigo aqui no Buteco - e numa atitude patética [tua mãe te deu poucas palmadas, né?], como uma criança mimada, de maneira bem próxima, agora sim, dum fascismo de quatro [quatro patas no chão]: batendo pezinho e tentando plantar discórdia onde ela, desavisado que você é [péssimo leitor que você é], não tem vez.

Eduardo Goldenberg é meu amigo fraterno. Aqui e nos Tribuneiros cultivamos o que nos é comum - e que não é pouco, do que muito me orgulho. Nossas divergências não sentam à mesa; não numa em que você tenha lugar. (E nós as resolvemos com lealdade - isto que você desconhece).

Entendo que você, de resto um medíocre de idéias [pelo que li naquele teu blogue vagabundo], sem ter leitores senão os três puxa-sacos de sempre, precise de espaços como este Buteco - e mesmo os Tribuneiros - para aparecer.

Fique à vontade; mas não pense que sairá por aí escrevendo meu nome e me difamando sem que eu saiba e vá atrás. Estou nesta rede faz tempo... Recebo ameaças e agressões de bicheiros, dos piores canalhas; e estou acostumado a pangarés como você - é da vida de quem é muito lido. E funciona assim: você late; mas é só eu dar uma dura - meia dúzia de palavras - para rapidamente afinar.

E aí?

Vamos trocar mais idéias?

Por que você não começa por dizer qual é o teu nome?

É Orfeu mesmo?

Orfeu de quê, seu frouxo?

Carlos Andreazza disse...

Em tempo, o frouxo Orfeu também comete versos - e eróticos! - como esta pérola de poema abaixo. (Quanto tempo perdi até descobrir um novo Bocage)... E olha que, se já não se pega mais gonorréia na Lapa, certamente não se a pegará na poesia de Orfeu; o que portanto me permite fazer justiça: ele entende muito mais de poesia [pasmem!] que de mulher...

Mulher da vida
não a possui,
mas a vende.

A vida que a cada dia sonha em ser prazer
Só sonha e não muito...

A mulher da vida dá vida...
A mulher da vida que com vida dá vida...
A mulher da vida que convida para dar a vida.

Que chupa e tem o vigor chupado

...................(sífilis, aids ou gonorréia)

Mulher de vidas,
Mulher da vida escondida do marido,
Mulher da vida desconhecida pelo adolescente.

Mulher da vida.
Mulher de tantas vidas,
sem vida.

Mulher da vida,
que, graciosamente,
empresta algum prazer
a homens da (sem) vida.

Orfeu

Eduardo Goldenberg disse...

Orfeu: de quê, Orfeu? Dê teu nome (e sobrenome). Aqui você não se cria. Como eu disse, há pouco, por e-mail, pra cozinheira que andou defendendo o artista que desreseitou Vargas: rala! Vaza!

Anônimo disse...

Andreazza, aqui quem escreve é João Santos. Quem "descobriu" o Tribuneiros e passou para os amigos olharem fui eu. O primeiro que, discordando de você, foi gentilmente convidado a não participar do blog. Respeitei. Meus amigos não. E não me venha falar em covardia, pedir para trocar ideias, porque você, lá, se negou a isso.

Meu nome é Pedro Veloso, sou são-paulino, jornalista e butequeiro. Pergunte a João Paulo Duarte que tipo de canalha sou.

-------

Edu, gostei do teu blog. Pena que não seja um buteco de verdade.

Abraços!

Eduardo Goldenberg disse...

Anônimo: você escreve tão mal que eu fiquei sem saber se você é João Santos ou Pedro Veloso (são-paulino?, sei...).

Lamento que só agora você tenha descoberto que isso aqui é um blog. Buteco é outra coisa. Mas não serei eu quem vai lhe mostrar um.

Aquele abraço.

Carlos Andreazza disse...

Ou se é João Santos, ou Pedro Veloso...

Não me interessa.

Tanto um quanto outro não merecem que meu grande amigo João Paulo Duarte seja importunado, de resto para legitimar uma atitude que, repetida, parece-me doentia: o cara não consegue se expressar de maneira reta, tendo sempre de chamar-envolver terceiros à parada; primeiro foi o Edu, que quis jogar contra mim; agora o João Paulo, a quem devo consultar sobre a espécie do canalha...

Rodrigo Pian disse...

Estou adorando. Vamos ver se agora me esquecem um pouquinho...rs

(...)

Mas, Fraga, meu bom velhinho, se você parar de implicar comigo, eu não volto mais aqui!!!

(...)

Orfeu, adorei tua poesia! Já até decorei uns versinhos para declarar para um ex-amor que tive na Help que, volta e meia, cisma em voltar na minha vida!

Eros Grau, e agora você, são meus poetas eróticos favoritos!

Grande abraço a todos!!

Pian

Anônimo disse...

Se seu grande amigo não merece ser importunado, por que consultá-lo?

Pian, pra não te esquecer, que tipo de canalha é você?

Abraços,

João Santos

Carlos Andreazza disse...

João Santos, ou Pedro Veloso, ou Orfeu, canalha do tipo "personalidades múltiplas", é autor do verso erótico são-paulino definitivo: "Que chupa e tem o vigor chupado"...

Rodrigo Pian disse...

João Santos,

Sou daquele tipo de canalha hipócrita mesmo.

Mas quem não é?

Porém, acredite, tenho também boas intenções.

Mas quem não tem?, não é mesmo?

Um abraço,

Pian

leo boechat disse...

Meu Deus, Tarrus!

Anônimo disse...

1. Voltando ao assunto: santo Print Screen, Edu!

2. Uma pena o Tribuneiros ser bloqueado aqui. Fiquei na curiosidade;

3. Ao bambi: domingo, não fujam do gramado outra vez. 1942 sempre!

Luiz.

Monica Araujo disse...

Vixe Maria ! Que diabos é isso ???!!!