30.10.09

A INSUPERÁVEL RIO SHOW

Eu quero repetir hoje uma frase que venho dizendo há anos e que seria, confesso, inimaginável há anos: tenho aguda saudade do doutor Roberto Marinho que, se vivo fosse, não permitiria a bandalha que reina absoluta no jornal O GLOBO, mal conduzido por seus herdeiros.

Nem vou comentar sobre a capa da revista RIO SHOW de hoje, que vem encartada às sextas-feiras, e que traz a foto de um casal gay e na qual se lê o título da matéria (de autoria de Jeferson Lessa)... SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO.

Isso, como diria o saudoso Stanislaw, deixa para lá.

Quero lhes falar sobre mais uma coluna de Juarez Becoza, codinome de Paulo Mussoi.

Mais uma tremenda falta de respeito, como se vê.

matéria publicada na revista RIO SHOW, de O GLOBO, de 30 de outubro de 2009

Além de trazer uma fotografia de 2008 - o que pode significar que o jornalista sequer esteve lá -, a coluna faz uma crítica babaca ao cardápio bem humoradíssimo, escrito em inglês, que os donos criaram para atender à enorme clientela estrangeira que têm.

Diz o jornalista: "Para completar, que Afonso e Henrique me perdoem, mas não há como...", nem vou continuar.

O que os donos, Afonso e Herminio, não devem perdoar mesmo, é a troca vergonhosa do nome de um deles.

O HENRIQUE (citado três vezes pelo jornalista) é, na verdade, HERMÍNIO.

É isso que dá (é o que me parece ter ocorrido...) buscar informações pelo telefone, e não in loco.

Detalhe: Paulo Mussoi (ou Juarez Becoza) é um dos notáveis que elaboram o novo GUIA RIO BOTEQUIM. Que tal?

Até.

10 comentários:

MV disse...

meu caro Edu
sou um leitor assíduo da coluna pé sujo, a qual já me deu belas dicas de boteco, inclusive um fora da cidade, em Itaipava, que frequento sempre que posso e que possui um dos melhores bife a milanesa que já comi na vida...chama-se XAQUIBÃO. se tiveres oportunidades, quando subires a serra, não deixe de ir...li a culuna de hoje e não vi nada de errado no comentário do cardápio em inglês do tal Real Chopp...me pareceu que ele dizia ser engraçado, o que realmente deve ser, posto que vários lugares de copa tem essas versões gringas das minutas, que são realmente bem divertidas...as vezes acho que você leva O GLOBO a sério demais...desculpe, é só uma opnião
abraço do seu leitor

Eduardo Goldenberg disse...

MV: fui na mesma onda do jornalista, que começou a tal "brincadeira" pedindo desculpas aos dois... Sacou? Um forte abraço.

Felipinho disse...

Esse cara só bebe refrigerante, e ainda por cima manda os estagiiários para os botecos. Percebe-se bem que ele não foi ao bar.

André disse...

Nesse eu nunca fui, mas vale a pena experimentar o chope do Bar Bico, esquina de Francisco Sá com NS Copa.
Abs

leo boechat disse...

Imagina quando o Fraga ler essa coluna…

Andrea disse...

Edu, o que me chamou a atenção foi origem lanchonética e litros cremosos. Isso achei espetacular.

Diego Moreira disse...

Perguntei ao patrício seu Saraiva, ao filho do seu Saraiva e a esposa do seu Saraiva (trio que comanda o digníssimo Bar Boa Sorte - na Garcia D´Ávila) sobre a matéria feita pelo Becoza, exposta na parede do Bar.

Ninguém soube dizer como ele fez a matéria. A foto usada também era repetida.

João disse...

Edu, essa semana não consegui passar da primeira matéria no RioShow: parei de ler o suplemento quando vi que no inacreditável Gero tem um risoto que custa R$660!

João Carlos disse...

diego, ele em geral não se identifica e não manda fotografos: ou tenta tirar foto discretamente, ou usa de arquivo, exatamente para não ter tratamento diferenciado.. um abraço

Sergio disse...

Graças a dica de Fernando Borgonovi tornei-me leitor assíduo do blog.
A Tijuca é mesmo o melhor bairro do Rio, o jornal O Globo está cada vez mais porco (esperemos até o ano que vem para ver o que é lama de verdade) e o Roberto Marinho nunca foi (nem jamais mereceu ser chamado de) doutor.
Um abraço