18.11.09

PRECONCEITO EM ESTADO BRUTO

Os fascistas do GRUPO GRANDE TIJUCA (e vocês me perdoem a ladainha mas suportabilidade é um troço que não existe diante do que dizem os membros do grupelho) não cansam, são insuperáveis, demonstram cada vez mais quem são, quem representam, o que pretendem.

Atentem para o que acabaram de publicar neste fim de tarde de quarta-feira:

Tomaram nota?

Pra essa gente - a "população de bem" em sua visão estrábica - favelas são a tragédia da sociedade.

Pra essa gente os moradores das favela são invasores (e talvez por isso sejam tratados como vizinhos-entre-aspas, relembrem aqui).

Pra essa gente as favelas abrigam 90% da criminalidade da cidade.

Vou parar antes que eu vomite.

Até.

14 comentários:

Olga disse...

Edu, seguindo o raciocínio dessa gente não seria absurdo afirmar que pra eles a solução seria dinamitar todas as favelas do Rio. Eles só não têm coragem de admitir isso publicamente, mas suspeito que desejem ardentemente.

Juliano disse...

Lendo este nojo, lembrei do saudoso Bezerra cantando "Eu sou favela".

http://www.4shared.com/file/154864129/d968ceaf/Eu_Sou_Favela.html

Eduardo Goldenberg disse...

Admitem sim, Olga, admitem. São preconceituosos, escrevem mal e por isso mal disfarçam seus ódios e seus desejos. No texto publicado no blog do grupelho está lá:

"Pra mim é muito simples. O Estado entra, prende, mata se tiver que matar e ocupa."

Esse "mim" é que não sabemos quem é. O texto é assinado pelo grupelho, e aí reside a covardia dessa gente.

Um beijo.

Eduardo Goldenberg disse...

Salve, Juliano! Já está na caixa de som o grande samba do Bezerra! Obrigado, um forte abraço.

Luiz Antonio Simas disse...

Esses babacas são grotescos, burros, ignorantes e perigosos...

Paulo Rogerio disse...

não vou nem comentar que já morei em uma "comunidade" que senão vão querer me bater no meio da rua daqui a pouco

Allan disse...

Parece piada pronta. É de dar muita vergonha constatar que ainda há pessoas tremendamente limitadas, que escrevem isso sem se dar conta do mal que alimentam e perpetuam ao reproduzir esta mentira.

Edu, agora vê se traz um balde bem grande, do tamanho da verdadeira Tijuca, para os leitores do blog.

Claudio Renato disse...

Rapaz, em vez de ficar se preocupando com quem fuma o cigarrinho nos botequins bunda-de-fora, os fiscais de plantão deviam era ver isso! Tinham que processar esses filhos da puta, mandá-los para a Sibéria! Agora, uma coisa é certoa... Pensando bem, é melhor esses que falam as merdas deles do que aquela maioria fascista silenciosa que destila ódio mais concentrado ainda...Eles assinam esse excremento?

Eduardo Goldenberg disse...

Simão: são covardes, acima de tudo. Covardes. Minusculamente covardes. Beijo.

Paulo Rogerio: se você comentar, eles desejarão seu extermínio, a menos que você possa servi-los numa função subalterna qualquer. Abraço.

Allan: não há nada de piada, meu caro, nada. Infelizmente. Abraço.

Claudio Renato: assinam? Evidente que não! São covardes, rapaz, assinam GRUPO GRANDE TIJUCA, um excremento aparentemente acéfalo. Um forte abraço.

Daniel Banho disse...

Como bem destacou o Simas, eles são perigosos.
Essa declaração "mata se tiver que matar e ocupa" é a prova disso.
Quando aquela menina Gabriela "Sou da Paz" tragicamente foi morta, foi feito um verdadeiro movimento através da mídia, de correntes de email, milhares de assinaturas foram colhidas, com o objetivo de até de alterar as leis de execução penal.
Mas quando se trata de negros (em grande parte), pobres, favelados, o discurso muda completamente, o ser humano passa a ser descartável, ao contrário da menina de classe média e olhos claros (que, coitada, não tem nada a ver com isso).
E isso é assustador. A gente não pode se calar, tem que expor essa gente.
Não pára não Edu!

Eduardo Goldenberg disse...

Não vou parar, Daniel, não tenho razão para parar. Até quando me for permitido, não vou parar. Um forte abraço.

Vitor Castro disse...

Rapaz, fazendo umas contas, o Rio está incrivelmente bem com mais de 1,5 milhões de bandidos só nas favelas. Era pra estar um caos...

A conta é: se temos quase dois milhões de pessoas morando em favelas hoje no Rio, 90% ultrapassa o milhão e meio

Vitor Castro disse...

E se fizermos as contas com 1%, os números continuam absurdos. Na Maré temos mais de 132 mil moradores. Se 1% fosse bandido teríamos lá um exército de mais de mil homens. Extende esse cálculo para as outras favelas e o Rio estaria... quer dizer, não estaria.

Andrea disse...

Não acho que a Gabriela sirva de comparação com remoção de favelas. Os pais botaram a e se aproveitaram da midia. Quem de vocês não teriam feito isso?

Edu, eu quero um mundo tranquilo. Feito de rosas e flores. E se esse mundo eu tiver que ver mais cinza da minha janela, sabendo que é para o bem, eu topo. Abraços.