14.12.09

ASSIM PENSA A CANALHA

É assim que pensa a canalha, nesta nota (publicada n´O GLOBO de hoje) representada por um canalha, um porco (gente ele não é) que se diz representante de uma associação de moradores do Leblon (deve ser uma espécie de GRUPO GRANDE TIJUCA do bairro da zona sul).

Representante, diga-se, da mesma canalha que, de vez em quando, estende patéticos lençóis brancos nas janelas pedindo paz.

Até.

6 comentários:

Bruno Chagas disse...

Se um lixo como esse cara perdesse uma pessoa querida num desses "confrontos", talvez ele pensaria duas vezes antes de pedir aplausos para este tipo de atitude, se bem que é dificil gente com esse caráter ter alguma "pessoa querida".

Ps.: Edu, os porcos são animaizinhos tão inocentes.

Grande abraço.

Olga disse...

Edu, acabei de ler o jornal agorinha. E foi justamente essa notinha que me encheu de tristeza e desesperança. Como pode uma pessoa agir de forma tão fria e cruel?

Este ser desprezível, que pede palmas pra uma parte da PM que mata, com certeza deve ser solidário ao PM que, num ato de puro preconceito, apontou uma arma para a cabeça do atleta paraolímpico africano que passeava no Shopping da Tijuca, semana passada. O atleta parecia andar com os braços sob a camisa. Apenas parecia, simplesmente porque não tem braços. Duro, não? Que constrangimento deve ter passado o rapaz! E o susto?

Gostaria de saber que tipo de repreensão teve esse PM. Decerto nenhuma, ou se teve, deve ter sido uma coisa bem leve. Tudo muito lamentável.

Claudio Renato disse...

Esse tipo de gente fomenta mais o ódio. Contra o povo. E também o ódio contra eles mesmos. Sabe qual é a cena que mais provocou o êxtase coletivo no filme "Tropa de Elite"? É aquela em que o traficante Baiano põe fogo no "microondas" em um casalzinho filhinho-de-papai viciado da zona sul, ao que tudo indica moradores do Leblon. E depois todos os amiguinhos do casal foram para a Lagoa, com camisa branca e foto das vítimas, exigindo JUSTIÇA E PAZ. A moça queimada chamava-se Roberta Lund. No dos outros é refresco...

ACORDABAMBA disse...

Simplesmente desprezível! O curioso é que esse tipo de gente admira tanto o Velho Continente...e pelo que eu saiba, matar não é a função da polícia de lá.

Claudio Renato disse...

Que Velho Continente, nada! A cabeça dessa gente está em Miami, Las Vegas e, no máximo, em Nova York!

Paulo Rogerio disse...

será que não se pode indiciar um sujeito desse em alguma lei? talvez um crime de ódio ou algo assim??

Pau na canalha !!!!