6.2.10

NEM MUDA NEM SAI DO SIMAS

Foi o próprio homenageado que acabou de bater o telefone pra mim:

- Leu o Cesinha n´O GLOBO hoje?

- Ainda não.

- Leia lá.

Despedimo-nos e eis que me deparo com a nota abaixo.

nota publicada na coluna NO EMBALO, de Cesar Tartagli, do jornal O GLOBO, 06 de fevereiro de 2010

Prova efetiva de que o Cesinha é um sujeito antenado com as coisas boas da cidade, de que Luiz Antonio Simas é mito vivo e de que o troço vai fazer até cavalo de charrete sambar hoje à tarde.

Até.

2 comentários:

Eduardo Carvalho disse...

Meus caríssimos Edu e Simas.

Passa pouco das 8h da noite deste sábado e faz coisa de uma hora que voltei de Brasília (vocês sabem, compromisso profissional), cidade que, como se não bastasse... Deixa pra lá... Cidade que hoje me tirou deste bloco tão esperado por mim desde que foi lançado (tanto que no Nem Muda já fui fantasiado com a camisa).

Enfim, não pude ir mas, quando o avião sobrevoou o Maracanã, a caminho do Santos Dumont, ali pelas seis e meia da tarde, olhei pra lá e me enviei em alma pra concentração, pra junto de vocês. Cabe registrar que uma rápida lágrima queria dar a graça (mas achei muita viadagem e segurei).

Pois bem, tenho certeza de que o negócio está sendo histórico. E quero dizer que levarei vocês dois em pensamento, daqui a pouco, ao Canecão, onde, com ingresso comprado há 32 dias, verei o genial, o maior, o imenso Martinho da Vila!

Não sei se sobrevivo.

Um abraço enorme nos dois!

NADJA GROSSO disse...

Edu
Você e 1.000, os cães ladram e a carruagem passa. Vem vamos embora que esperar não é saber quem sabe faz a hora não espera acontecer. Você sabe não espera acontecer quando aconteçe o sucesso é garantido. Parabéns para você e todos os amigos do nosso bloco. E dalhe NEM MUDA NEM SAI DO SIMAS. bEIJOS tIA nADJA