20.3.10

VARANDÃO SONORO DOS SÁBADOS

Escancaro os janelões do varandão sonoro de hoje, nessa mais-que-azul manhã de sábado que prepara a chegada do outono, às 14h32min, abrindo, também, duas garrafas de vinho branco, postas no gelo, deixando com vocês um dos registros mais bacanas que jamais ouvi (não sei, sinceramente, se vocês, meus poucos mas fiéis leitores, já tiveram o prazer e a sorte de ouvir a coisa). Trata-se de gravação caseira feita por Chico Buarque, na casa de Tom Jobim, justo no instante em que o maestro brasileiro, depois de preocupado com as garrafas de vinho ("tem uma sem gelo, né, Chico?"), mostra pro Chico, no piano, ANOS DOURADOS. Era o método de Tom Jobim. Tempos depois, como se sabe, Chico pôs letra na melodia, e ANOS DOURADOS foi gravada por Maria Bethânia. "A coisa mais singela do mundo", que foi como Tom apresentou sua composição ao Chico. Espero que vocês gostem. E que se emocionem, como eu me emociono todas as vezes que ouço isso.

Até.

3 comentários:

Renata Werneck disse...

Edu querido! Eu e Eduardo tivemos o privilégio de acordar e ouvir a beleza aqui. Não conhecíamos esta gravação caseira! Realmente emocionante! Obrigada! Obrigada!

Claudio Renato disse...

Lindo!!!

carolina disse...

Edu, obrigada. De arrepiar.