27.3.10

VARANDÃO SONORO DOS SÁBADOS

Volto a escancarar os janelões do varandão! Como no sábado passado, a manhã está mais-que-azul. Como no sábado passado, deixo com vocês outro dos registros mais bacanas que jamais ouvi. Trata-se de outra gravação caseira feita por Chico Buarque, na casa de Tom Jobim, no instante em que o maestro brasileiro tocava BATE-BOCA. É curioso perceber que o título foi "dado pelo Chico". Curioso, também, perceber que Tom Jobim cantarola, bem baixinho (e pouco nítido), o que seria a letra de autoria do Chico. Ocorre que BATE-BOCA foi gravada pelo MPB-4 e pelo QUARTETO EM CY, sem letra. Espero que vocês gostem. E que se emocionem, como eu (não é demais repetir) me emociono todas as vezes que ouço essas gravações.

Até.

Um comentário:

Cazé disse...

O Tom... é o tom...da música, da vida e da paixão.
Um dia fui à Cobal do Leblon, com uns amigos, e vi - assombrado eu, fã confesso, assumido e que tais! - o maestro, o ídolo, retirando do bolso umas amarfanhadas notas e perguntando: quanto eu devo?
O Tom é o tom...