13.5.10

COMIDA DI BUTECO 2010 - VAI COMEÇAR...

O slogan diz: EM CADA CORAÇÃO BATE UM BUTECO. E eu daqui, polemista nato e incorrigível - eu que detesto maionese -, faço a emenda provocativa: MAIONESE HELLMANN´S FAZ MAL PRO CORAÇÃO. Vou explicar. Estamos a menos de 15 dias do início de mais um festival COMIDA DI BUTECO no Rio de Janeiro. Ano passado, quando fui jurado (primeiro, do festival, depois, jurado de morte), teci minhas considerações finais sobre o troço aqui e aqui. Este ano, sabendo que evidentemente não serei chamado para compôr o incompetente júri da papagaiada (fosse competente a comissão e os prêmios do ano passado não teriam sido as aberrações que foram), sinto-me à vontade para falar mais (e antes) sobre o empreendimento muito bem sucedido dos empresários que tocam a coisa. Vamos ao que tenho a lhes dizer.

Estamos a 15 dias do início do festival - que vai de 28 de maio a 27 de junho - e os organizadores ainda não divulgaram a lista dos bares participantes. Algo de errado? Não, mas de estranho, sim. Sei de bares que foram convidados, confirmaram presença e escolheram ou bolaram seus pratos. Por que os organizadores não divulgam logo a lista? Só posso pensar o seguinte: ou eles não estão conseguindo a adesão que esperavam (muita gente prometeu abandonar a "brincadeira" depois dos resultados do ano passado) ou não estão conseguindo convencer os "escolhidos" pela comissão que indica os participantes. Em 2008, leiam aqui que é até divertido, mostrei pra vocês a declaração dada por Moacyr Luz, curador do festival naquele ano, demonstrando que há, de fato, uma pré-seleção de origem e critérios duvidosos. "Não consigo imaginar um bar com filiais num concurso como este.", disse o compositor-curador. No ano seguinte, em 2009, ganhou justamente um bar - que de buteco não tem nada - que tem filiais.

Outra: o festival que, dizem, foi mal das pernas na versão carioca do ano passado - tanto que a prometida SAIDEIRA (evento que encerra o festival noutras plagas) não aconteceu, e a entrega dos prêmios foi um fiasco -, contará em 2010 com o patrocínio (pesado, é o que dizem) da HELLMANN´S. Isso. Vocês não leram errado. A maionese HELLMANN´S, ingrediente-antítese da legítima comida de buteco (ao menos é essa a proposta pública do festival), vai patrocinar a papagaiada. E mais, e mais, e mais! Vai premiar, paralelamente, em caráter extraordinário, os cinco melhores pratos do festival que... que... que... usarem maionese HELLMANN´S na receita. Que tal?

Ano passado já houve o patrocínio do DORITOS, que se valeu do mesmo método e que premiou o melhor petisco preparado com o biscoito. Sob o argumento - marqueteiros adoram discursos empolados - de que era preciso quebrar paradigmas, tirar o biscoito da mão das crianças diante da TV e colocá-lo sobre a mesa dos botequins, empurraram a coisa goela adentro dos participantes (que engasgaram, quase todos).

O site da empresa (aqui) - sim, COMIDA DI BUTECO é uma empresa, que como toda empresa que visa o lucro acima de tudo tem um projeto pra vender - faz um inexplicável mistério sobre o evento que começa em duas semanas. Sobre a SAIDEIRA, por exemplo, o que há? As datas, o local e as atrações "divulgaremos em breve". E os butecos participantes? "Aguarde a liberação da lista de botecos desta cidade". Muito sebo e muito mistério pro meu gosto.

Os organizadores, mostrando extrema subserviência ao novo patrocinador, escorregaram na maionese antes mesmo do início da coisa. A conferir.

Até.

9 comentários:

bruno disse...

Preciso concordar com tudo o que foi escrito neste post.

Blog do Ernestão disse...

Caro Edu

Maionese em comida de buteco é ruim hein????
Aqui em Campinas, foi a mesma coisa... Já pensou um petisco de jiló com maionese???? ou um bolinho de sei lá o que, com maionese ???? Haja banheiro...

Abração

Ernesto

Eduardo Goldenberg disse...

Ernesto, francamente... Não bastesse nossa aguda discordância no discurso político, agora mais essa. Eu achando que maionese simplesmente não combina com comida de buteco e você me vem com esse aspecto? Permita-me: que nojo. Um abraço.

Blog do Ernestão disse...

Caro Edu

Acho que você não me entendeu...

Escrevi que maionese NÃO combina com comida ou petiscos de buteco.
Agora, nossa aguda discordância no discurso político, acho que nada tem a ver, a não ser que você só permita defrutar do seu excelente balcão virtual, pessoas que compartilham da mesma ideologia política sua. Afinal compartilho em muito das suas opiniões políticas que na maioria das vezes acho coerente.

Outro abraço pra ti.

Eduardo Goldenberg disse...

Imagina, Ernesto! A ideologia política não serve como credencial por aqui. Só achei nojenta a menção a cocô, diarréia e que tais. Um abraço.

Beatriz disse...

A diferença que você esqueceu de ressaltar, Edu, é que, no ano passado, o patrocínio da Doritos sugeria a criação de petiscos à parte dos que foram elaborados para a competição. Era um concurso paralelo, vinculado ao Comida Di Buteco. Este ano, no entanto, eles estão fundidos (ops). E, pelo que soube, a maioria dos botecos toparam participar (dizem que o prêmio é BEM gordo). Isso faz do Comida Di Buteco, neste ano, um 'Concurso Hellmann's'.

Eduardo Goldenberg disse...

É, Beatriz, os prêmios serão mesmo gordos. O DORITOS, p.ex., pelo que me consta, vai fazer o mesmo "concurso paralelo". E dar R$ 5.000,00 para o vencedor. No mais, o COMIDA DI BUTECO vai, mesmo, ser o CONCURSO HELLMANN´S. E corremos o risco de ver neguinho compondo samba em homenagem à maionese... Beijo.

Bruno Chagas disse...

Cliquei no link que você colocou no início do texto, e de link em link, cheguei (sorte a minha!) no texto A CARNAVALIZAÇÃO DOS BUTIQUINS, escrito por Fernando Szegeri em 04 de maio de 2005 no blog CONEXÃO IRAJÁ.
Cinco anos depois, vejo que a situação está cada vez mais sombria.
Doritos e maionese, só pode ser piada. Em breve, pouca gente saberá o que é torresmo e moela. Ou melhor, torresmo e moela - além de música do Aldir - serão petiscos "surreais".

Abraço,

Claudio Renato disse...

Parafraseando o Moisés, xerife da defesa do Vasco, na década de 70, que dizia: zagueiro que se preza não ganha Belfort Duarte, botequim que se preza não ganha (nem disputa) o tal de Comida di Boteco...ou Komydda dy Boutteco...sei lá...