12.5.10

COPA DO MUNDO, UM TROÇO MUITO SÉRIO

Com a convocação dos 23 jogadores escolhidos pelo técnico Dunga, feita ontem através de slides exibidos num telão, foi decretado o aumento da pressão arterial de 190 milhões de brasileiros, e já me corrijo. Aumentou a pressão arterial de 189.999.999 brasileiros, eis que um, ao menos um, ergueu a fronte, segundos após a convocação, para fazer o anúncio inadmissível:

- Sinceramente, vai ser dificil torcer para um time comandado por esse idiota.

Estavam, na mesa em que eu me encontrava, coisa de - o quê?! - dez brasileiros e dois portugueses. Os dez brasileiros e os dois portugueses arregalaram os olhos e ergueram as mãos para os céus num gesto coletivo de ai-Jesus.

Um de nós, espicaçando, fez a pergunta em tom de blague:

- Vais torcer pra qual time nessa Copa?

E a resposta veio a jato:

- Para nenhum. Embora simpatize com seleções que não têm chance, como a uruguaia e a portuguesa.

Nem os dois portugueses à mesa admitiram a deserção.

Um escritor de renome (eu disse escritor, não um fazedor de mash-up´s) foi quase-chavista:

- Não é dado ao brasileiro, a qualquer brasileiro, o direito de torcer contra o Brasil na Copa do Mundo! A nenhum! A nenhum!

Eu poderia lhes dizer, a título ilustrativo, que o escritor a que me refiro virou onça enquanto espumava e discursava.

Eis o que quero lhes dizer: desde que me entendo por espectador de Copas do Mundo - e a primeira lembrança que tenho, eu nascido em 69, é da Copa de 78, na Argentina - o povo brasileiro tem debaixo da língua, como um Isordil previsível, o nome "idiota" para arremessar no focinho do técnico da Seleção Brasileira. Coutinho, Telê Santana, Lazaroni, Parreira, Zagallo, Scolari, todos foram tachados pelo brasileiro, do mais humilde ao mais fausto, de idiota.

Não lembro sequer de um único homem, vivo ou morto, que segundos após a convocação da Seleção Brasileira tenha lambido os beiços, dado uma tragada suave no cigarrinho e dito:

- Perfeito. Não há um equívoco, um!

E o que ocorre?

Todos, vivos e mortos, torcem pelo Brasil com uma pungência capaz de fazer tremer todas as vísceras. Todos. Com exceção de um (e quero fazer um parênteses).

Pode ser, como defendeu um mais-velho à mesa ontem, que a deserção a que aludi tenha sido apenas pose, estilo. Ainda assim - e com isso concordou o mais-velho - trata-se de declaração inadmissível.

As perspectivas para essa Copa da África são tenebrosas.

O quê esperar de quatro (eu disse quatro!) volantes de contenção senão jogos francos e contra-ataques capazes de fazer nossos homens de frente terem chances de gol? Ou alguém aí imagina um lance de gênio de Josué seguido de um passe preciso que encontre Luís Fabiano livre para marcar? Não importa, nada disso importa.

Eu, ufanista até a medula, creio no Brasil de chuteiras. Creio no Brasil de chuteiras e torço para que se concretizem as profecias do escritor a que me referi. Torço para o Brasil campeão da Copa do Mundo de 2010. Torço para que o presidente Lula receba os campeões no Palácio do Planalto no início de julho e fature com o troço, que há de ser capaz de fomentar a campanha de Dilma Roussef, que não é boba e vai dar seu jeito de aparecer abraçada a Felipe Melo, ele que - ainda segundo o ficcionista - dará nome à era que será perpetuada depois da grande final.

Torcer contra o Brasil, dizer que vai torcer contra o Brasil, ou ainda dizer que não será possível torcer pelo Brasil, é uma postura verde-marina demais pro meu gosto com gosto de sangue na boca.

Até.

P.S.: em caso de êxito, vou convidar Luiz Antonio Simas para um sorvete - eu disse sorvete, não disse "sorbet" - WESLEY a fim de afundarmos, juntos, o fantasma que nos assombra desde 1982, entendam a proposta aqui.

14 comentários:

AOS QUARENTA A MIL disse...

Deixo para os comentaristas de plantão, as críticas e vou trocar minhas latinhas de guaraná Antartica por camisas de todas as copas.
Já temos as 1994,2002 e 1958. Faltam as de 1962 e 1970, mas as latinhas já estão lá separadinhas. Voi organizar a decoração da minha rua no meu querido Raul Veiga e torcer pra valer. Como boa Botafoguense que sou , estou acostumada a torcer (muito) por times que não gosto ( o que não é o caso do time atual , é claro). Uhuuu ! Loco Abreu é seleção!!!!!

Se o Brasil cair fora , torço para o Uruguai !!!

Eduardo Carvalho disse...

Edu, é isso, também esbravejo, mas contra mesmo, não torço (a favor, com fervor, também é demais pra mim)!

Mas quero registrar que, seja qual for o resultado, a raiva ganhou do talento.

De qualquer forma, estou no aguardo da camisa 1962 - alô, Folha Seca!!!!

Abraço e vamos pensar no Mengão de hoje, que pra mim é sempre seleção!!!!!

Marcus disse...

Evidente que vou torcer pelo Brasil, mas que o Dunga é um idiota, é.

Eduardo Goldenberg disse...

Marcão: o que só corrobora o que eu escrevi.

Marcus disse...

Sem dúvida. Concordo com você.

Mas só para desopilar o fígado um pouquinho mais, para mim o mais revoltante no Dunga é essa história de seleção pronta, sem surpresa, família Dunga, comprometimento, jogador tem que ter sido testado, esse besteirol todo.

O troço é o seguinte: se tem uns caras aí comendo a bola, jogando mais que todo mundo, tem que ir para a Copa do Mundo e acabou. Simples assim.

Acho que é a primeira seleção brasileira da história com grande escassez de craques.

Arthur Tirone disse...

Tomara que não vire moda esse negócio de não torcer para seleção. A gente sabe que há um bom tempo os caras que vestem a canarinho são uns merdas, uns estrelinhas milionários, mas é Brasil, caralho. Não torcer pela Seleção incide - isso é nítido pra mim - em desvalorizar os grandes craques do passado (de Leônidas a Zico), e não o contrário.

Marcelo disse...

O que eu acho estranho nos jornalistas é que a maioria diz que os estaduais não valem nada. O Juca Kfouri, chama o campeonato paulista de paulistinha.

Aí o bom Ganso joga bem por dois meses no "paulistinha", dá show no Guarani (desculpe aí, Bruno), Portuguesa, Oeste e etc. E o cara já vira um maestro, um Ademir da Guia, um novo Sócrates, lembra o Didi e o cacete.
Vai entender jornalista.

Abraço do Coelho

Bruno Ribeiro disse...

Concordo totalmente com o Favela. Torcemos pela Seleção Brasileira, não pelo Dunga, pelo Kaká ou pelo Gilberto Silva. A Seleção é uma instituição nacional, um patrimônio do povo, e jamais deve ser associada com esses bostas. Porque esses bostas da CBF, Ricardo Teixeira et caterva, esses passarão. Mas a Seleção, canarinho. Não deixo, pois, de concordar com o desabafo do Marcão. Se Dunga não queria levar o Ganso porque ele ainda não tinha sido testado, por que então inseriu o nome dele na "lista de espera"? Tem cabeça-de-área demais nesse time e apenas um meio-campista talentoso -- Kaká, que não atravessa boa fase e está contundido. Não é somente um capricho deixar Ganso de fora dos 23. É também um sinal de burrice que pode custar muito caro durante a Copa. E se Kaká se contunde? E se ele é expulso? Quem poderá substituí-lo? KLEBERSON?

Daniel A. de Andrade disse...

Num primeiro momento, até me decepcionei com a convocação, mas pensando bem, estou a favor do Dunga. O cara merece confiança.
Em 2002, o Felipão encostou o Romário, e um monte de gente esbravejou (eu, inclusive). O técnico, antes idolatrado, virou um idiota. Mas o Baixinho pisou na bola com o Felipão, inventou uma cirurgia, mentiu. E aí, meu amigo, um abraço. Quem é o idiota? O Brasil foi campeão com um time bem armado.
Em 2006 foi aquela zona, lembro de notícias de noitada na Suíça regada a champanhe francês e contas milionárias, de uma loura atracada com o Gaúcho no meio do treino, de vedetes acima do peso, do Cafú se auto-escalando para o jogo seguinte, em uma entrevista ao lado de um Parreira constrangido, após uma bela exibição do Cicinho, seu reserva. Enfim, estava tudo desregulado. Deu no que deu: perdemos para a França, o que nos rende a inacreditável pecha de fregueses desses afrescalhados de merda. Desculpa, mas achei inaceitável, fiquei desolado.
Depois, nego (leia-se, CBF), diante da zona, chama um cara que protagonizou – queiram ou não – uma das maiores voltas por cima de nosso futebol. Uma cara que jogava um futebol médio, medíocre, mas que tinha uma vontade fudida de vencer, que mesmo debaixo de uma saraivada de críticas e deboches, nunca desistiu, um grosso de fisionomia fechada (quem passa a maior parte da vida sendo criticado e tomando porrada, deve entender o porquê), mas que nunca admitiu oba-oba (ele ficava no mesmo quarto do Romário, em 94, alguém lembra?). Só que o tapa-buraco foi, bem ao seu estilo, crescendo, ganhando títulos, vencendo jogos importantes (só perdeu as Olimpíadas porque foi acreditar no Gaucho). E para isso, ele contou com a ajuda fundamental de alguns jogadores e com o desprezo de outros, que pediram dispensa de jogos e etc.
Ficou quem tinha que ficar, vai quem tem que ir. Lamento duas coisas: Acho que poderiam ir Ganso e Neymar no lugar de Kleberson e Grafite. Mas se o Dunga não acha isso, paciência, eu vou mais é torcer para que Kleberson e o Grafite comam a bola e queimarem minha língua.
Desde ontem tenho lido e escutado tanta besteira. Tem gente comparando o Dunga com o Lula, por causa da convocação (oportunismo barato que em nada diminui esses dois grandes brasileiros), li também que coerência é sinônimo de ignorância (ou virtude dos idiotas, não lembro direito), que comprometimento não vale porra nenhuma e por aí vai... Digno de pena.
Peguei a 8 que o Didi vestiu em 62, ontem na casa do Digão (esse sim, um ídolo!), e estou, desde ontem, nervoso pacas, querendo me aproximar dos bons e me afastar dos pangarés vagabundos que pensaram em torcer contra.
Para mim, há uma alternativa: ir com tudo!!!
Abs.
Daniel A.

Marcus disse...

Isso. Concordo com o Favela também.

Diego Moreira disse...

Edu, vou precisar do vosso endereço completo e também o do Simas. O carregamento de Sorvetes Wesley - anuncio desde já - fica por minha conta. Mando entregar na porta de vocês.

Beijo, mano.

Vania disse...

Não conheço a pessoa que tem o avatar de "Aos quarenta a mil", porém penso exatamente como ela. Sou Uruguai (e pior que sou mesmo, pois apesar de registrada como carioca, sou cidadã de Sta Lucia - Canelones/Uruguay) nessa Copa e, como botafoguense das boas, vou torcer pelo Loco Abreu...
beijo

leo boechat disse...

Vania, acho que você não pensa exatamente como a Aos Quarenta A Mil. Pelo que entendi, ela não é Uruguai nessa copa, será apenas se o Brasil for eliminado.

AOS QUARENTA A MIL disse...

É Vania, eu preciso arrumar um avatar mais fofa pra ficar fidedigno a minha imagem atual, mas definitivamente torcerei para o Brasil.
Beijos !!!!