8.5.10

VARANDÃO SONORO DOS SÁBADOS

O varandão sonoro de hoje vai ser aberto para que seja ouvido hoje e amanhã, dia das mães, data comercialíssima que - convenhamos - está embrenhada em nós como nossas vísceras. AMOR PERFEITO, belíssima canção de Paulo Cesar Pinheiro e Ivor Lancelloti, na voz de Clara Nunes e Marisa Gata Mansa, do disco CLARA COM VIDA. Vai dedicada à minha menina, dona do mais bonito e lancinante sorriso que jamais vi, ela que plantou dentro de mim um pé de trovas. Ela, minha primavera. Madrinha de mais de dez, mãe pequena de todas elas, dona do coração recalcitrante que bate dentro do meu velho e gordo peito. Aproveito pra homenagear aquela que me trouxe ao mundo, Maria, minha mãe, e as mães que antecederam minha mãe, minha avó Mathilde e minha bisavó, também Mathilde, que fez anos no último dia 06. E também às mães que me lêem e especialmente às mulheres-mães que me emocionam (e que têm me emocionado mais e mais a cada encontro), em ordem alfabética para não ferir suscetibilidades: Betinha, que amanhã comemora seu primeiro dia das mãe, mãe do Felipe, que ontem completou 6 meses entre nós, dona Gloria Pernambuco, a quem amo profundamente e de quem sinto saudades olímpicas, Íris Pureza, mãe de minha menina, olhos e gestos de permanente maternidade, Sonia Zampronha, com quem dou de chorar a cada primeiro-abraço, e Stefania Gola, minha comadre, minha irmã e minha mãe noutros tempos.

Até.

2 comentários:

msafreire disse...

Meu filho, com a autorização da linda Maria e Dani, está lindo, lindo. Obrigada por nós todas.
Beijos
Mari Lucia

Eduardo Goldenberg disse...

Ô, dona Mari Lucia, dona do coração de meu irmão Blanc, mãe postiça que ganhei de presente da vida, eu e minha menina, aliás. O que faz de você uma ave raríssima: mãe de filhos casados entre si. Meu beijo, meu carinho, meu amor.