20.7.10

COMIDA DI BUTECO - A SAIDEIRA, POR JANIR JUNIOR

Em seu blog RIO DE CHINELO, Janir Junior, o Guevara da imprensa esportiva, expôs sua visão da festa-maionese promovida pela empresa que promove o festival-Hellmann´s, o COMIDA DI BUTECO. Na íntegra, abaixo:

"Na chuvosa tarde de sábado aconteceu a festa Saideira para anunciar o petisco campeão do Comida di Buteco 2010. A terceira edição carioca cresceu, conseguiu injeção de grana, apoio da Rede Globo, da Hellmann´s, mas, com perdão do pobre trocadilho, eles viajaram na maionese. Da escalação de Eri Jonhson para ser o apresentador até o grave equívoco de anunciar no site e em jornais uma promoção de chope que não existiu, e que certamente ainda trará dor de cabeça para a organização do evento.

Ao contrário do que foi anunciado, o combo com quatro chopes por R$ 16 simplesmente não existia. O chope custou R$ 5 e ponto final. Uma chuva de reclamações e nenhuma explicação. A organização do evento tentou agir rápido, retirou do site o anúncio da promoção, mas já era tarde. Ouvi muita gente falando em processo.

No evento foi possível provar petiscos, mas em algumas barracas dos bares a grande quantidade de pedidos fez com que no fim da festa a qualidade caísse.

Nas duas primeiras edições do Comida, as festas de encerramento foram fechadas, apenas para convidados. No primeiro ano, bela roda de samba com o Samba do Trabalhador, mas cerveja Bohemia quente. No ano passado, a coisa desandou, o local da festa foi alterado, acabou no Centro Cultural Carioca meio no improviso e beirou o fiasco.

Dessa vez, a produção/organização tinha verba bem mais forte, fez a festa aberta ao público com ingressos a R$ 50, mas deixou a nítida a impressão de que não soube ser grande. A escolha do agora louro Eri Jonhson foi um tiro no pé. As gracinhas sem graça não funcionaram. Em certo momento, ele passou a anunciar as atrações e simplesmente parecia esquecer ou não saber o nome de Moacyr Luz, que fez um belo show com o pessoal do Trabalhador.

Mas o grande erro foi quando Eri quis fazer graça com futebol, exaltar o Vasco, seu time de coração, anunciar o resultado do jogo. Ele simplesmente abafou o anúncio dos campeões e ainda criou constrangimento aos bares participantes.

Quando a produção avisou que anunciaria o vice-campeão, a grande maioria presente deu sua resposta a Eri, com irônicos gritos de Vasco. Uma das organizadoras que já falava alto ao microfone teve que gritar para ser ouvida. Quando seria anunciado o campeão, surgiram os gritos de Mengo. Resumo: pouco deu para sentir a imediata reação dos vencedores, o público, pois Eri Jonhson fez o favor de transformar tudo em duelo de torcidas.

E se no meio do caminho tinha uma pedra e um Eri Johson, também tinha uma lanchonete do Bob's, que faz parte da Cidade do Samba, mas não poderia estar aberta num festival de botequins.

"O local da festa era o ideal, o clima estava bom, mas em um evento de botequins ver pessoas tomando milkshake é absurdo. O erro grave, porém, foi anunciar um combo de quatro chopes por R$16 e dar de cara com a unidade a R$5. Ninguém explicou nada. Se este ano a maionese foi polêmica, o fato de ter obrigatoriedade de um ingrediente no ano que vem também preocupa, pois pode restringir a criatividade", afirma Rafael Cavalieri.

Em 2011, os bares serão obrigados a escolher um dos seguintes ingredientes: feijão preto, carne seca, farinha de mandioca e laranja.

Ah, ia esquecendo. O vencedor desse ano foi a Petisqueira Martinho, na Ilha do Governador, uma casquinha de siri com requeijão cremoso e maionese dentro.

O Da Gema ganhou o prêmio de melhor invenção com Doritos e o segundo lugar geral do concurso de petiscos. E foi isso. Palmas para os vencedores, vaias para Eri Jonhson e para o combo que não existiu."


Até.

2 comentários:

caique disse...

Edu, de buteco já sabemos que não foi.
Pelo que eu li aqui, de comida também não foi.
E pela quantidade de reclamações, também não me parece ter sido um festival.
Mas a presença do (arghh!) Bob's me leva a crer que foi um lanchinho de fast food (será?).
Agora, "prêmio de melhor invenção com Doritos e o segundo lugar geral do concurso de petiscos", aí eu já sei o que foi: uma baita sacanagem com quem morreu nos cinquentinha.
Prefiro o giló e o caldinho de mocotó do Bar do Ioruca, em Itaipú.
Cruz credo!
Abraço de Niquíti.

AOS QUARENTA A MIL disse...

Doritos biscoito ???? Sério ??? Caraca! O povo tá doido mesmo.